Posts Tagged mandamentos

Quarto mandamento: Honrar Pai e Mãe (por Polyana Gonzaga)

Quarto mandamento: Honrar Pai e Mãe (por Polyana Gonzaga)

“Honra teu pai e tua mãe, para que se prolonguem os teus dias na terra que o Senhor, teu Deus, te dá” (EX 20,12) A grande e honrosa tarefa que Deus reservou para os pais é a de gerar e educar os filhos.  E estes devem a seus pais respeito, gratidão, amor filial e justa obediência. É isto que nos pede o quarto mandamento da Lei de Deus: ‘Honrar pai e mãe’. O Catecismo da Igreja nos ensina que Deus quis, depois dele mesmo, que honrássemos nossos pais, a quem devemos a vida e que nos transmitiram o conhecimento de […]

Leia mais

Terceiro Mandamento: Guardar Domingos e Festas (por Polyana Gonzaga)

No terceiro mandamento, que lembra a santidade do sábado, Deus nos pede que a cada semana possamos dedicar a Ele um dia para o bem e para o descanso. Deus abençoou o dia do sábado porque se faz memória ao seu repouso no sétimo dia da criação, bem como da libertação de Israel da escravidão do Egito e da Aliança que Deus sancionou com o seu povo. Jesus reconhece a santidade do sábado: ‘O sábado foi feito para o homem, e não o homem para o sábado’ (Mc 2,27).

Leia mais

Segundo mandamento: Não tomar o santo nome em vão (por Gilberto Cunha)

Segundo mandamento: Não tomar o santo nome em vão (por Gilberto Cunha)

Muitas vezes vemos ser usado de forma banal o nome de Deus, de Nossa Senhora e dos santos. Até quando tropeçamos em alguma coisa falamos o nome de Deus para reclamar. Deus quer que falemos dEle, que levemos o seu nome a todas as pessoas, especialmente as que não o conhece. Mas Ele se entristece quando somos inconscientes e não damos o devido respeito ao seu nome. Nós também nos incomodamos quando o nosso nome está na boca dos outros, quando estão falando mal da gente, não é verdade? Se não devemos usar o nome dos outros a toa, mais […]

Leia mais

Primeiro mandamento: Amar a Deus sobre todas as coisas (por Gilberto Cunha)

Primeiro mandamento: Amar a Deus sobre todas as coisas (por Gilberto Cunha)

(ver Ex 20, 2-5 e Mt 22, 37) Esse mandamento nos convida a que Deus seja o centro de nossas vidas. Somos chamados a acreditar, confiar, dar testemunho d’Ele e amá-Lo com todas as nossas forças. Se a minha fé, esperança e o amor (caridade) não estão primeiramente depositadas em Deus, devo revisar-me. No caso do jovem rico, que falamos acima o apego ao dinheiro vinha em primeiro lugar. Como deve ter se sentido triste Jesus ao ver aquele jovem dando as costas a Ele porque não conseguia desapegar-se das suas riquezas?

Leia mais

Quinto mandamento: Não matar

A vida humana é sagrada, é um grande dom de Deus. Deus cria o homem à sua imagem e semelhança para que entre em comunhão com Ele, com os seus irmãos e seja o senhor de sua criação. O homem é, como disse São Irineu de Lion, “a glória de Deus”. A origem da vida está em Deus: Ele é quem dá a vida. Ninguém tem o direito de tirar a vida, ainda mais de um ser humano inocente. Respeito à vida humana desde a sua concepção até o seu fim natural O quinto mandamento protege todos os estágios da […]

Leia mais

Sexto Mandamento: Não pecar contra a castidade

Esse mandamento é um dos mais difíceis de viver hoje em dia, sobretudo porque o mundo de hoje exalta o sensual e o sexual, não tendo em conta toda a plenitude que a castidade traz à pessoa. Antes de começarmos a falar desse mandamento é importante entendermos algumas coisas importantes. A primeira delas é que Deus criou a pessoa humana para viver o amor e a comunhão. E uma das formas privilegiadas para isso é a vivência plena da sexualidade. A sexualidade abarca todos os aspectos da pessoa e “diz respeito à afetividade, à capacidade de amar e de procriar […]

Leia mais

Sétimo mandamento da Lei de Deus: Não roubar

Esse sétimo mandamento nos proíbe tomar o que não nos pertence e também causar danos aos bens do próximo. A primeira coisa importante que devemos entender é que Deus destinou toda a criação para o bem do homem. Todo o mundo material está a serviço do ser humano. A terra está repartida entre os homens para garantir a sua segurança. A apropriação dos bens com o objetivo de garantir a liberdade e a dignidade das pessoas é lícita. Ter propriedade privada para garantir o sustento próprio e dos que estão sob sua responsabilidade é correto e não exclui o direito […]

Leia mais

Oitavo mandamento: Não levantar falso testemunho

‘A verdade nos fará livres’ É bem incômodo quando as pessoas falam da gente, inventando mentiras para nos caluniar. Muitas vezes a honra é manchada e é muito difícil sarar a ferida, mesmo que a pessoa desminta. Isso acontece muitas vezes porque o compromisso com a verdade muitas vezes é relativizado e em algumas situações falamos aquilo que convém ao outro escutar, ou falamos o que penso que será melhor para mim, ou usamos a palavra para nos vingar de alguém (as palavras muitas vezes matam), não importando se o que falo é verdade. A lei que prima em muitos […]

Leia mais

Nono mandamento: Não desejar a mulher do próximo

Não cobiçarás a casa de teu próximo, não desejarás sua mulher, nem seu servo, nem sua serva, nem seu boi, nem seu jumento, nem coisa alguma que pertença a teu próximo (Ex 20,17). Todo aquele que olha para uma mulher com desejo libidinoso já cometeu adultério com ela em seu coração (Mt 5,28). Esse mandamento trata principalmente da concupiscência carnal, do desejo desordenado da mulher do próximo, ou do homem da próxima. Como Jesus comenta acima, não apenas a consumação do desejo (ter relações) é pecado. O simples desejo de uma pessoa que está compromissada com outra já é pecado.

Leia mais

Décimo mandamento: Não cobiçar as coisas alheias

Este mandamento nos convida a não ter cobiça dos bens que o meu próximo possui, bem como desejar com medida os bens temporais. “Onde está o teu tesouro, aí estará também o teu coração” (Dt 5,21) O décimo mandamento desdobra e completa o nono. Convida-nos a não ter cobiça dos bens que o meu próximo possui, bem como desejar com medida os bens temporais. Possui relação direta com esse mandamento os pecados capitais da inveja, avareza. O avarento é aquele que possui um desejo desordenado de possuir bens materiais. É tão apegado que o seu coração se fecha à caridade, […]

Leia mais